http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Beleza http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Cabelos http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/DIY http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/%23projetoingridmagra http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Decora%C3%A7%C3%A3o http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Look%20do%20Dia  http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Dicas%20de%20make  http://www.ingridaleixo.com.br/search/label/Moda https://www.youtube.com/user/semprelindamakeup

Esmalte Prejudica as Unhas?





Oi meus amores! Fiz recentemente esse questionário em um curso e resolvi compartilhar com vocês. Achei super interessante! Espero que gostem!!! ;)


Será que a sua unha precisa mesmo de um tempo para respirar? Vale a pena comprar aquele esmalte super caro? Bases cheias de vitaminas adiantam? Essas são só algumas das dúvidas que pairam nas cabeças das mulheres ao escolher qual é o melhor esmalte para passar. E não é à toa: muita gente ainda cultiva hábitos que podem até deixar a sua mão impecável nos primeiros dias, mas com o passar do tempo acabam com a saúde das unhas. No quiz abaixo, especialistas desvendam todos os mitos para ter unhas saudáveis e bem pintadas.


Esmalte escuro pode deixar as unhas amareladas?


Nota: "Não existe relação entre unhas amarelas e o pigmento do esmalte", explica o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da regional de São Paulo da Sociedade Brasileira de Medicina Estética. A coloração não penetra na unha. Se você tirou o esmalte e notou que as suas unhas estão amareladas, vale procurar um médico para investigar se a saúde delas está em dia. "O esmalte só vai mudar a cor da unha caso ela esteja doente", explica o especialista.


A unha precisa de um tempo sem esmalte para respirar?


Nota: Isso é um mito. "A unha é composta por queratina, um tecido cujas células estão mortas, ou seja, não respiram e nem precisam descansar do esmalte", explica Valcinir Bedin. Por isso, não faz diferença alguma se elas estão esmaltadas ou não. Situação oposta acontece com as células da pele, que precisam de nutrição. Mas vale sempre dar uma boa olhada nelas quando tirar o esmalte para ver se estão com alguma alteração e tomar cuidado com o removedor. Valcinir Bedin recomenda o uso de removedores cremosos ou de lencinhos pronto com removedor e óleo, que não agridem as cutículas.


Esmalte escuro fortalece a unha?


Nota: Mais um mito. Esmaltes vermelhos, verdes, pretos ou marrons não fortalecem as unhas. "Nenhum componente do esmalte penetra na unha, deixando-as mais fortes ou mais fracas, exceto em casos de doenças das unhas, como micoses", explica o dermatologista Valcinir.


Crianças não devem usar esmalte?


Nota: As unhas das crianças ainda não estão totalmente queratinizadas. Elas são mais moles e frágeis, e, por isso, podem acabar absorvendo os componentes do esmalte. As bordas das unhas - chamadas de sulco ungueal - também são imaturas e podem ter um processo alérgico devido ao uso de esmaltes, causando coceira e vermelhidão. Valcinir Bedin recomenda que crianças não façam o uso de cosméticos. "Tinturas e esmaltes são coisas de adulto", afirma. "O corpo da criança ainda está em desenvolvimento e precisa de produtos neutros, que não agridam pele, unhas e cabelos."


Bases fortalecedoras podem ser usadas indiscriminadamente?


Nota: Sempre há um motivo por trás das unhas fragilizadas e é preciso identifica-lo para fazer o tratamento correto. As principais causas de fraqueza das unhas são dieta inadequada e carência de vitaminas. O médico poderá recomendar produtos para endurecer as unhas, que costumam ter formol ou ácidos retinoico e glicólico. "Tenha certeza de aplicar a base fortalecedora apenas nas unhas, pois elas podem gerar irritação e alergia quando passadas na cutícula", explica Valcinir Bedin.


Misturar óleos no esmalte prejudica a unha?


Nota: A verdade é que misturar óleos de banana, de coco, cravo e até mesmo de argan no esmalte em nada vai melhorar ou piorar a saúde das unhas. "A mistura apenas dilui os esmaltes, facilitando a aplicação", explica o dermatologista Adriano Almeida, professor de pós-graduação em dermatologia da Fundação Pele Saudável.


O preço determina a qualidade do esmalte?


Nota: O dermatologista Valcinir Bedin conta que existem poucos produtores da base do esmalte ao redor do mundo. "O diferencial entre as marcas é apenas a cor e o espessante, que são adicionados posteriormente", explica Valcinir Bedin. Procure esmaltes que tenham o selo de certificação da ANVISA e a qualidade comprovada.


Pessoas sensíveis devem evitar esmalte cintilante?


Nota: Os esmaltes cintilantes possuem uma composição mais agressiva, com substâncias que geram alergias de pele com mais facilidade, como o pigmento mica. "Outro causador comum de alergias são os derivados de tolueno, um solvente usado nos esmaltes", explica o dermatologista Adriano. Verifique a presença dessa substância no frasco antes de comprar o esmalte.


Misturar colas ao esmalte para prolongar a duração é prejudicial?


Nota: Há quem diga que pingar uma gota de cola potente no esmalte prolonga a duração da esmaltação, deixando as unhas impecáveis por um tempo maior. O dermatologista Valcinir Bedin explica que, se for aplicado somente na unha, composta por células mortas, o esmalte aditivado não causa prejuízos, mas, como ele vai escorrer para as bordas, pode prejudicar a cutícula, deixando-a seca, ressecada e gerando alergias.


Esmaltes, cremes e bases com vitaminas fazem bem às unhas?


Nota: Esse tipo de produto pode até fazer bem à cutícula, mas não terá ação nenhuma sobre a unha. "A unha é composta por células mortas, que não absorvem esse tipo de nutriente", explica Valcinir Bedin.





Gostaram? Beijos e até a próxima!!!
[love] 

2 comentários:

  1. Belo post, bem esclarecedor, adorei!

    Beijoos!
    http://simplesglamour.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post! Esclareceu muitas dúvidas:)
    Vai dos cuidados para a saúde das nossas unhas!
    Beijoos

    ResponderExcluir